Nossa Sra. de Fátima

Nossa Sra. de Fátima
NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

EUCARISTIA





Jesus pode também oferecer-Se ao Seu Pai Celestial, pela redenção do Seu Corpo Místico - a Igreja.
Cristo anda no mundo juntando as almas que desejam ser outras tantos Cristos. Para que nos nossos sacrifícios,as tristezas, os calvários, as crucificações, não fiquem isoladas, desunidas, a Igreja reúne-os, junta-os, e o agrupamento, a massa de todos esses sacrifícios humanos reúne-se ao grande sacrifício de Cristo na Cruz, na Missa.

Quando assistimos ao Santo Sacrifício da Missa, não somos precisamente apenas criaturas, nem indivíduos solitários,mas sim parcelas vivas de uma grande ordem espiritual, na qual o Infinito penetra e envolve o finito, e o Eterno penetra no ser temporário e passageiro, e o Espiritual reveste a materialidade. ' A face de Deus Jesus pode também oferecer-Se ao Seu Pai Celestial, pela redenção do Seu Corpo Místico - a Igreja.
Cristo anda no mundo juntando as almas que desejam ser outras tantos Cristos. Para que nos nossos sacrifícios,as tristezas, os calvários, as crucificações, não fiquem isoladas, desunidas, a Igreja reúne-os, junta-os, e o agrupamento, a massa de todos esses sacrifícios humanos reúne-se ao grande sacrifício de Cristo na Cruz, na Missa.

Quando assistimos ao Santo Sacrifício da Missa, não somos precisamente apenas criaturas, nem indivíduos solitários,mas sim parcelas vivas de uma grande ordem espiritual, na qual o Infinito penetra e envolve o finito, e o Eterno penetra no ser temporário e passageiro, e o Espiritual reveste a materialidade. ' A face de Deus nada existe sobre a Terra de mais solene e que mais respeito infunda do que o momento da Consagração', pois a Missa não é um oração, nem um hino. - é um Ato divino com o qual entramos em contato num dado momento de tempo. Quando a face da medalha ou da moeda são gravadas, ou cunhadas, qualquer desses objetos é a representação visível de uma idéia espiritual que existiu no espírito do artista. Do original podem fazer-se reproduções inúmeras, desde que em cada peça de metal se grave ou reproduza o original. Na Missa dá-se um fato semelhante. O modelo ou padrão é o Sacrifício de Cristo no Calvário, renovado nas almas que entraram em contato com Ele, no momento da consagração. A respeito, porém, da multiplicidade da Missa, o Sacrifício é apenas um, e sempre o mesmo. A Missa é a comunicação do Sacrifício do Calvário, sob as espécies do pão e do vinho.
nada existe sobre a Terra de mais solene e que mais respeito infunda do que o momento da Consagração', pois a Missa não é um oração, nem um hino. - é um Ato divino com o qual entramos em contato num dado momento de tempo. Quando a face da medalha ou da moeda são gravadas, ou cunhadas, qualquer desses objetos é a representação visível de uma idéia espiritual que existiu no espírito do artista. Do original podem fazer-se reproduções inúmeras, desde que em cada peça de metal se grave ou reproduza o original. Na Missa dá-se um fato semelhante. O modelo ou padrão é o Sacrifício de Cristo no Calvário, renovado nas almas que entraram em contato com Ele, no momento da consagração. A respeito, porém, da multiplicidade da Missa, o Sacrifício é apenas um, e sempre o mesmo. A Missa é a comunicaçãoJesus pode também oferecer-Se ao Seu Pai Celestial, pela redenção do Seu Corpo Místico - a Igreja.
Cristo anda no mundo juntando as almas que desejam ser outras tantos Cristos. Para que nos nossos sacrifícios,as tristezas, os calvários, as crucificações, não fiquem isoladas, desunidas, a Igreja reúne-os, junta-os, e o agrupamento, a massa de todos esses sacrifícios humanos reúne-se ao grande sacrifício de Cristo na Cruz, na Missa.

Quando assistimos ao Santo Sacrifício da Missa, não somos precisamente apenas criaturas, nem indivíduos solitários,mas sim parcelas vivas de uma grande ordem espiritual, na qual o Infinito penetra e envolve o finito, e o Eterno penetra no ser temporário e passageiro, e o Espiritual reveste a materialidade. ' A face de Deus nada existe sobre a Terra de mais solene e que mais respeito infunda do que o momento da Consagração', pois a Missa não é um oração, nem um hino. - é um Ato divino com o qual entramos em contato num dado momento de tempo. Quando a face da medalha ou da moeda são gravadas, ou cunhadas, qualquer desses objetos é a representação visível de uma idéia espiritual que existiu no espírito do artista. Do original podem fazer-se reproduções inúmeras, desde que em cada peça de metal se grave ou reproduza o original. Na Missa dá-se um fato semelhante. O modelo ou padrão é o Sacrifício de Cristo no Calvário, renovado nas almas que entraram em contato com Ele, no momento da consagração. A respeito, porém, da multiplicidade da Missa, o Sacrifício é apenas um, e sempre o mesmo. A Missa é a comunicação do Sacrifício do Calvário, sob as espécies do pão e do vinho.
 do Sacrifício do Calvário, sob as espécies do pão e do vinho.

Fonte: http://virgembendita.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário